Bem vindos/as ao THArmyPT :]
Se gostas de Tokio Hotel e queres estar em contacto com as fãs,então aqui é o sitio certo para conviveres com tais ^^
Se ainda não estás inscrita,de que estás á espera? Faz já o teu registo e diverte-te Very Happy
Se já estás registada,faz o teu Log in e Live every second Razz

A Administração.



 
InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A Tentação do Pecado

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Dom Nov 01, 2009 12:35 am

7






Bill
levou-a a passear pela cidade, mostrando-lhe os parques, os lagos… De tudo o
que a cidade tinha de melhor. E então, eles entraram no carro…



-
Pronta para ir para casa? – Nicole sentiu um arrepio na espinha por aquelas
palavras. Os dois sozinhos em casa num sofá de sala. Era tentador. As imagens
que lhe passavam na mente não eram uma sessão de cinema, mas de uma noite
quente com bastante prazer á mistura. E Bill despertava nela os mais desejos
escondidos que ninguém despertara nela.



-
Prontíssima. – Ele estava ansioso, aquela noite era perfeita demais para uma
sessão de cinema, e apesar de saber que tinham combinado de verem um filme, ele
não sabia se ia ser capaz de se controlar. E por momentos imaginou-se a beijar
os lábios de Nicole, provar a sua boca e perder-se na sensualidade do beijo
dela. Qual seria a reacção dela? Retribuiria com o mesmo fervor que ele? Ou a
atracção física não era mútua? Seria apenas atracção física? “Claro, que mais
poderia ser?”, perguntou-se.



Afastou
as imagens o mais longe possível e concentrou-se na estrada. Mordeu o lábio
inferior á medida que se aproximavam da casa. Era apenas um filme, ela não
podia ser mais tentadora do que já era. Tinha que se manter focado no filme, e
por deus, ele tinha namorada! Ele não era infiel! Podia não amá-la, mas trair,
nunca. Porém, isso não foi o suficiente para o travar de quando se sentaram no
sofá e sentir o perfume de Nicole nas narinas dele que despertou nele uma
excitação que quase o fez gemer. Aquela rapariga tinha vindo até á vida dele
para o infernizar e arruinar com o namoro dele. Só podia. Era tentação demais
para ele. Só a presença dela o fazia sentir com desejos proibidos. Como iria
ele aguentar? E como ele temia, não aguentou. Na primeira cena escaldante do
filme, Bill ferveu e não se deteu a olhar para Nicole que parecia atenta no
filme. Parecia, mas não estava. Exactamente como Bill, ela queria-o, desejava-o
de uma maneira tão carnal que ao sentir o olhar dele cair sobre si, prendeu-se
no olhar dele. Desejo emanava nos olhos de ambos, o calor que penetrava nas
suas peles e a respiração ofegante… E num segundo apenas, fecharam o espaço que
os mantinham separados num beijo urgente. E não era o suficiente, precisavam de
mais. Nicole não aguentou e sentou-se no colo dele, puxando vagarosamente os
seus cabelos, que o fez gemer e agarrá-la mais forte. O beijo se tornou mais
fogoso, a língua dele explorava a boca dela, assim como havia desejado momentos
atrás. Apertou as nádegas de Nicole e beijou-lhe o pescoço. Esta jogou a sua
cabeça para trás sentindo o prazer escorrer no corpo inteiro. Era ali que ela
queria estar, com aquela pessoa.



Bill
começou a desapertar a camisa dela, beijando cada espaço descoberto. Deitou-a
no sofá delicadamente e ficou por cima dela. Nicole passava as suas mãos pelas
costas dele e quando Bill acariciou um dos seios por cima do sutiã, prendeu as
suas pernas na cintura de Bill. Prazer, desejo e calor. Tudo isto numa mistura
bastante agradável. Nicole começou a puxar a camisola de Bill para cima
sentindo a pele macia dele. Estava a ficar desesperada, precisava urgentemente
dele dentro de si. E Bill não perdeu mais tempo, tinham ambos a mesma necessidade.
Tirou as calças de Nicole e depois as suas. Nicole arfou com a estrela tatuada
que ele tinha abaixo do seu abdómen, perfeita.
E quando pensou que nada mais a poderia levar á loucura, aquela estrela a fez
respirar ainda mais ofegante e beijou-o de maneira selvagem expressando todo o
desejo contido dentro dela. O sutiã dela logo desapareceu e Bill acariciou,
lambeu e mordeu os seios dela, fazendo-a gemer e com vontade de gritar. Pegou
no preservativo que tinha na carteira e quando se viram livres das peças que os
separavam, Bill pôs o preservativo e entrou nela com uma investida lenta e
funda. Ela gemia junto com ele, as mãos dela estavam agora nas nádegas dele,
apertando-as fortemente pelo prazer que Bill lhe proporcionava. Ele aumentava
as suas investidas ao mesmo tempo que beijava Nicole com paixão. A respiração
se tornava cada vez mais ofegante e anunciava o clímax próximo. Com mais
investidas fundas e apressadas ela arranhou as costas de Bill e juntos chegaram
ao orgasmo. Saiu dentro dela mas deixou-se ficar ali por alguns segundos com a
cabeça apoiada no ombro dela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Dom Nov 01, 2009 12:36 am

entao, eu espero q gstem...

Amanha nao sei s posto, tenho d estuadar p teste de portugues...

Comentem!

Adoro vocês!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
vampirinha kaulitz
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 318
Idade : 25
Localização : onde o bill estiver eu estou com ele.
Membro preferido: : bill
Música/Video : rette mich/don´t jump
Sou fã desde: : 15 de junho de 2007
Data de inscrição : 11/01/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Dom Nov 01, 2009 9:05 pm

amei mesmo.
tava a ver que nunca mais sedia tentação.
enfim...
posta mais querida
adoro-te.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Dom Nov 01, 2009 11:10 pm

8






As
respirações voltaram ao normal, Bill ergueu-se e começou a vestir-se, tal como
Nicole.



-
Adorei o filme… - Disse ele sorrindo.



- É…
Foi… Foi óptimo… - Respondeu apertando o último botão da camisa. Aproximou-se
dele beijando-o e depois completou – Até dá vontade de repetir.



Dava,
ele queria repetir. Mas não podia acontecer. Era proibido, era pecado. Isso
proibiu-o de pegá-la no colo? Não.



-
Fica comigo esta noite. – Disse subindo as escadas em direcção ao quarto.



-
Como posso resistir?



Sorriram
um para o outro e trocaram um beijo carinhoso. Diferente dos outros fogosos.



Despiram
as suas roupas até ficarem de roupa interior e deitaram-se na cama. Bill puxou
Nicole perto dele e esta deitou a cabeça no peito nu dele.



Bill
acariciou o braço dela e depois os cabelos até Nicole adormecer. Ele ficou
acordado, a ouvir a respiração dela, ficando pesada, anunciando que estava a
dormir profundamente. Pensava que era apenas atracção física, então porque não
conseguia deixar de pensar nela se já a tivera como desejava? Porque é que
nunca era suficiente estar apenas com ela? Ele estava com raiva, porque não
sabia o que sentia e porque havia cometido traição. Tudo por causa dela, por
causa daquela tentação. Bill sabia que não a podia culpar, ambos desejavam o
mesmo, mas ela tinha a culpa de ser tão tentadora. Será que fazia de propósito?
Como poderia ele resistir a tal atracção? E agora? O que faria?



Nicole
mexeu-se levemente, o que fez com que Bill a abraçasse com mais força, só a
ideia de a ter afastada de si, quase o fazia entrar em desespero. Depois de ter
a certeza que Nicole dormia profundamente, deixou-se adormecer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Dom Nov 01, 2009 11:11 pm

eu sei q é pequeno, mas tinha de acabar assim...

qd eu tiver mais, posto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
vampirinha kaulitz
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 318
Idade : 25
Localização : onde o bill estiver eu estou com ele.
Membro preferido: : bill
Música/Video : rette mich/don´t jump
Sou fã desde: : 15 de junho de 2007
Data de inscrição : 11/01/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Dom Nov 01, 2009 11:39 pm

oh tao lindo
adorei
quando acordarem e que vai ser
atye ja tou a ver tudo.
eh eh
continua
posta mais.
beijos querida
adoro-te
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Dom Nov 01, 2009 11:57 pm

9






Tom
chegou a casa de manhã cedo, a sua noite foi bastante agitada e sentia-se
cansado. Subiu para o seu quarto e tomou um banho relaxante, e só então
lembrou-se de que Bill e Nicole tinham ficado sozinhos na noite anterior. Algo
lhe dizia que aqueles dois estavam juntos no quarto. Porém, não quis incomodar
ninguém e deitou-se adormecendo.



Duas
horas depois voltou a abrir os olhos, olhou para o relógio em cima do móvel que
davam dez horas da manhã. Pensou novamente na sua noite, sorriu. Teria de
repetir, “Felizmente tenho o número dela!”. Minutos depois levantou-se e foi
até ao quarto do Bill.



-
Mano, tenho que te contar…



Parou
ao perceber que Bill não estava sozinho. Ele e Nicole estavam deitados na cama
a olhar para ele.



“Ok,
eu sabia que isto ia acontecer.” E Kate merecia ser traída. Kate merecia ser
trocada e humilhada e Bill merecia alguém muito melhor do que uma rapariga
fútil, mimada e interesseira. Assim pensava ele. “Então porque estou aqui
parado com cara de parvo a olhar para eles?”



-
Eu acho que… Desculpem… Eu vou sair… Hum, sim, agora mesmo. Fiquem á vontade. –
“Parvo!”, disse a si mesmo diante da figura que tinha feito em frente deles, e
mesmo assim não conseguia parar de ver a imagem deles a encará-lo e nem tirar
aquela cara de parvo. “Ok, pára de ser parvo Tom.”



Bill
sabia que não tinha como escapar, Tom ia andar atrás dele e obrigá-lo a dizer que
traíra Kate, o que o iria fazer muito feliz, visto que Tom não suportava Kate.



-
Ele vai gozar connosco não vai? – Perguntou Nicole ao sair da cama.



-
Prepara-te conhecer o lado perverso do meu irmão gémeo.



-
Adoro mais o teu lado perverso… Vai além das palavras… - Dito isto, Bill viu
nos olhos dela a provocação. E sem mais palavras, Bill puxou-a de volta para a
cama fazendo que Nicole ficasse por baixo dele. – Vai fazer perversidades comigo
Bill Kaulitz?



-
Cada um tem o que merece!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
vampirinha kaulitz
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 318
Idade : 25
Localização : onde o bill estiver eu estou com ele.
Membro preferido: : bill
Música/Video : rette mich/don´t jump
Sou fã desde: : 15 de junho de 2007
Data de inscrição : 11/01/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Seg Nov 02, 2009 12:01 am

a cara do tom. tou mesmo a imagina lo coitado.
bem mas adorei cada capitulo que escreves supera ainda mais as minhas espectativas
quero mais.
continua
beijos
adoro-te
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Ter Nov 03, 2009 1:07 am

Ele
começou por dar pequenas mordidas no pescoço dela, fazendo-a arrepiar.



-
Bill, eu vou ficar com o pescoço marcado!



E
então ele sorriu com a ideia, ter uma marca dele no corpo dela.



-
Eu mato-te… - Começou por falar mas ele desceu as suas mãos passando-as pelas
pernas dela e beijando o peito dela. Ela arfou com isso. Como era possível
reagir a cada toque dele com um coração palpitante e arrepios pelo corpo todo?



Bill
não queria mais nada senão tocar novamente naquele corpo macio e quente, e
mesmo sabendo que Nicole nunca o perdoaria quando este lhe dissesse que tinha
namorada e que não poderia continuar com ela. Mas então o desespero de a ver
sofrer e de nunca mais estar com ela tomou conta dele. Ele olhou nos olhos de
Nicole e beijou-a como se ela fosse a o motivo da existência dele. Como seria
que ele ia aguentar sem ela?



-
Estás a torturar-me? – Perguntou ela quando ele começou de novo com os beijos
no pescoço.



-
Talvez eu torture um pouquinho…



Ele
estava maluco? Bill queria matá-la de prazer! Claro que sim, pois ele
continuava a descer, até tirar o sutiã dela e começar com mordidas nos mamilos
dela.



-
Bill… Por favor…



Bill
sorriu e disse:



-
Por favor o quê?



-
Não me tortures mais…



Como
ele gostava de a ouvir implorar… Parou? Não. Continuou a descer até chegar às
cuecas dela que as tirou lentamente.



-
Não faças isso comigo… Por favor…



Ainda
dava mais vontade de continuar, se ela soubesse o quanto o colocava louco
quando implorava…



Ele
beijou o clítoris dela e começou a lambe-la lentamente.



-
Bill! – Sem conseguir conter um grito, Nicole agarrou nos lençóis com força
enquanto ele continuava e ela se contorcia-se de prazer.



Sentiu
o seu corpo tremer pedindo por mais, e agora implorava… por mais.



-
Por favor não pares…



Ele
não fazia intenção de parar. Aliás, ele ia levar aquela rapariga aos céus…



E
assim foi, Nicole explodiu num orgasmo que a fez voar para outra dimensão.



Ele
gostava de a ouvir gritar, de a ouvir respirar ofegantemente pelo prazer que
lhe tinha dado.



-
Eu vou vingar-me. Não penses que me escapas…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
vampirinha kaulitz
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 318
Idade : 25
Localização : onde o bill estiver eu estou com ele.
Membro preferido: : bill
Música/Video : rette mich/don´t jump
Sou fã desde: : 15 de junho de 2007
Data de inscrição : 11/01/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Ter Nov 03, 2009 1:11 am

oh tao lindo
amei
quero mais capitulos desses.
ja sabes o quanto eu gosto da tua fic e a cada capitulo que passa eu fico mais presa a ela.
continua
adoro-te
beijinhos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Qua Nov 04, 2009 2:21 am

Eles
ficaram ali, a sorrir um para o outro que nem um casal apaixonado.



- Eu
acho melhor descermos. Eu vou fazer-te o pequeno almoço…



-
Para mim?



-
Sim senhora!



Bill
era um sonho, aquele sorriso carinhoso, o olhar penetrante, o cheiro
inebriante, romântico… Suspirou, pediu por alguém assim a vida inteira, e agora
ele estava ali. Logo o seu pensamento tomou um rumo inesperado, e se ele fosse
como Mike e apenas quisesse brincar com ela? “Pára com isso!”, ordenou para si.
Não queria estragar a relação com Bill por um medo estúpido, Bill não tinha
nada de parecido com Mike. E sorriu com isso.



-
O teu sorriso é maravilhoso! – Disse ele. Bill não conseguia parar de olhar
aquele sorriso perfeito, de olhar aqueles olhos azuis profundos como o mar, de
querer sentir aquele corpo quente, de sentir o cheiro dela… E tudo aquilo
duraria tão pouco…



Entraram
na cozinha e Bill disse a Nicole para se sentar, pois ele iria fazer tudo por
ela.



-
Não sabia que agora Bill fazia o pequeno-almoço! Faz para mim também! –
Exclamou Tom ao entrar na cozinha.



-
Não sou teu criado! – Retorquiu.



-
Então porque é que ela tem direito e eu não?



-
Ela é nossa hóspede…



-
Isso não é justo! – Disse Tom a tentar parecer magoado.



-
Precisas de um ombro para desabafar as tuas mágoas? – Perguntou Nicole.



-
Que injustiça. O teu próprio irmão…



Explodiram
os três nas gargalhadas. Tom esperava ouvir que Bill ia deixar Kate e ficar com
Nicole. Mas conhecendo muito bem o irmão que tinha, apenas iria dar valor á
verdadeira pessoa quando estivesse a perdê-la ou até mesmo quando fosse tarde
demais. E Nicole, apenas a conhecia há um dia e sentia um enorme afecto por
ela, não queria que sofresse, mas era inevitável.



Depois
do pequeno-almoço, Nicole subiu para o seu quarto e aproveitou para tomar um
banho relaxante. Realmente estava nas nuvens, vir para Magdeburg foi uma boa
decisão.



-
Então, já que ela subiu, porque não me contas o que se passa entre vocês?



Ele
deu um suspiro alto, como explicar?



-
Tom, tu já sabias que isto ia acontecer…



-
Pois sabia… Mas Bill, tu não podes ficar com as duas… - Numa outra situação,
Tom diria mesmo para ficar com quantas ele quisesse. Mas neste caso, Tom sentia
empatia por Nicole e amava muito o seu irmão para o ver sofrer por duas
raparigas. – Tu nem sequer amas a Kate, e com Nicole é diferente, eu vejo que
és feliz.



-
Eu amo a Kate, ela é minha namorada. Nicole, apenas mexe comigo. É atracção
física, eu não vou deixar Kate por uma aventura.



Ele
dizia até para si mesmo que era Kate que ele amava, e Nicole era apenas a
tentação. Essa pequena atracção iria passar.



-
Então porque não acabas logo com essa aventura e dizes que tens namorada e que
és muito feliz com ela? – Insistiu Tom.



-
Eu vou. Eu vou resolver esta situação toda.



Tom
não respondeu por uns segundos, ele podia ver nos olhos de Bill que tomaria a
decisão errada, e a decisão iria fazer um coração quebrado ainda mais magoado.



- Só
tenta magoá-la o menos possível. Ela já sofre o suficiente.



Nisto,
Tom sai da cozinha em direcção ao quarto de Nicole, ele tinha que saber o que
ela sentia, o quanto ela ia ficar destroçada.



Bateu
na porta dela e ouviu o convite para entrar. Deu com ela com o computador
ligado e a escovar os seus cabelos pretos húmidos.



-
Então, o passeio foi bom ontem?



-
Foi. A cidade é muito bonita. – Ela sabia que Tom ia chegar no ponto, ela sabia
o que ele queria saber.



Ele
deu um sorriso malicioso que fez Nicole corar.



-
Tom, tu sabes o que se passou. Acho que não preciso de te dizer.



-
Claro, eu ouvi bem a vossa diversão ainda há pouco.



Ela
corou furtivamente, Bill tinha-a feito gritar de prazer.



-
Desculpa… Eu… Eu…



-
Eu entendo. O meu irmão sabe bem o que faz. Tem a quem sair. – Disse num tom
convencido.



Nicole
tocou o ombro dele num leve murro e exclamou:



-
Convencido!



Riram
os dois, e de seguida Nicole ficou séria e começou a falar:



-
Deves pensar que sou uma rapariga fácil… - Tom parou de sorrir com a asneira
que ela acabara de dizer. – Garanto-te que eu não envolvia com o teu irmão se o
que sinto não fosse muito forte.



-
Não digas disparates. Eu não te acho fácil. Apenas… Seguiste o teu coração.



-
Uau, o garanhão a falar do coração!



-
Eu também tenho sentimentos!



-
Eu sei. Debaixo dessa figura forte está um Tom sentimental e carinhoso.



-
Hey, não estamos a falar de mim! – Respondeu ele um pouco corado.



-
Eu sei… Eu acho que estou…



-
Apaixonada. – Completou Tom.



Ela
suspirou, tinha jurado que não se apaixonaria tão cedo, e agora que tinha
quebrado a promessa, receava ser magoada novamente.



Iria
ficar muito magoada, concluiu ele, ela já o amava mesmo sem saber disso. Tom
podia ver isso nela, não era apenas paixão, era amor.



-
Então, hoje vamos fazer o quê? – Perguntou Nicole.



Tom
deu os ombros e depois respondeu:



-
Porque não me falas mais sobre Los Angeles, porque resolveste…



Então
a campainha tocou, e Tom estranhou, Bill nem Tom estavam á espera de alguém…



-
Estás á espera de alguém? – Perguntou a ela.



-
Não. Não conheço ninguém daqui.



Levantaram-se
os dois e desceram as escadas. Onde viram Bill a levantar-se do sofá.



-
Eu vou lá.



Tom
e Nicole seguiram-no, e quando Bill abriu a porta, ficou estático.



-
Oi meu amor! Que saudades! – Exclamou a rapariga abraçando-se a ele dando-lhe
um beijo nos lábios.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Qua Nov 04, 2009 2:27 am

bom, espero q gstem!

acho q amanha nao posto pq tenho de estudar para o teste de história!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
vampirinha kaulitz
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 318
Idade : 25
Localização : onde o bill estiver eu estou com ele.
Membro preferido: : bill
Música/Video : rette mich/don´t jump
Sou fã desde: : 15 de junho de 2007
Data de inscrição : 11/01/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Qua Nov 04, 2009 7:08 pm

desculpa só comentar agora.
ontem tava de rastos.
bem.
amei
agora é que vao ser elas.
quero mais.
beijos
adoro-te querida
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Sex Nov 06, 2009 2:09 am

10






-
O que… Não era suposto estares a viajar? – Perguntou Bill.



-
Não gostei de estar lá. Então eu voltei para os teus braços! – Ao mesmo tempo
que Kate ia abraçou Bill, viu uma estranha a olhar para ela com uma expressão
estranha. “Quem é esta nojenta?”, perguntou-se.



Bill
seguiu o olhar de Kate e foi dar com o olhar magoado de Nicole, Tom também a
observava, não queria que fosse desta maneira…



Por
sua vez, Nicole segurou as lágrimas e ficou ali a ver Kate com o braço no
pescoço de Bill, naquele pescoço que beijou inúmeras vezes. Queria correr dali
e fechar-se no quarto. Como era possível sofrer outra desilusão? Como ela
deixara que isso acontecesse?



-
Trouxeste uma das tuas amiguinhas para casa Tom? – Perguntou Kate num tom sarcástico.



-
Cala-te. Nicole veio estudar para cá e vai ficar aqui.



Kate
não respondeu, olhou-a de cima a baixo. Sentiu inveja, aqueles cabelos negros
ondulados compridos, olhos azuis penetrantes como o mar, pele branca, como a de
uma boneca de porcelana, corpo esbelto e perfeito… “Não melhor do que eu”,
concluiu. Mas mesmo assim, estava com ciúmes.



-
Olá. – Falou Nicole com a voz seca. Como lhe custava manter-se calma.



-
Olá. – Respondeu Kate com um tom irritado na voz.



-
Kate vamos para o meu quarto. - Falou Bill. Ele sabia que as coisas só iriam
piorar. Nicole sofria e via isso nos olhos dela, mesmo evitando o olhar dela,
ele sabia que a tinha magoado.



Subiram
as escadas e entraram no quarto.



Nicole
deixou escapar uma lágrima…



-
Nicole… - Falou Tom.



Mas
ela não ouviu, correu as escadas acima e fechou-se no quarto, deixando-se
escorregar até ao chão e chorar a mágoa que a corroía.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Sex Nov 06, 2009 2:09 am

espero q gstem

nao sei qd vou voltar a postar, vou mudar de casae vou ficar sem net...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
vampirinha kaulitz
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 318
Idade : 25
Localização : onde o bill estiver eu estou com ele.
Membro preferido: : bill
Música/Video : rette mich/don´t jump
Sou fã desde: : 15 de junho de 2007
Data de inscrição : 11/01/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Dom Nov 08, 2009 3:51 pm

oh vou matar o bill XD
ou melhor acho que vou deixar isso para a nicole. ela sabe o que fazer.
continua
espero que postes rapido
beijos
adoro-te
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
patricialovetom
Beginner
Beginner


Número de Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/11/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Sab Nov 28, 2009 8:15 pm

adorei.
quero mais.
beijos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Seg Nov 30, 2009 8:48 pm

Sentia
como se o tempo tivesse recuado e ainda estivesse no seu velho quarto a chorar
por um imbecil que lhe quebrou o coração. E Bill fez o mesmo, ele usou-a,
enganou-a e aproveitou-se dela. Como se deixou enganar? Devia ter desconfiado,
nada é fácil demais… Como iria olhar para a cara dele depois de tudo?
Frequentar a mesma casa que ele? Ela não podia ficar ali…



Nesse
momento bateram a porta… Ela não se levantou nem disse nada. Não queria falar
com ninguém, muito menos que alguém a visse naquele estado…



-
Nicole? – Era Tom.



Tom
não sabia porque sentia aquela empatia por ela, nunca na vida dera tanta
importância á amizade de uma rapariga. Aliás, no que se tratava a relações com
mulheres, apenas pensava numa coisa. E ver Nicole deitada no chão naquele
estado, o seu coração parecia ficar mais pequenino.



-
Nicky…



-
Porque não me disseste nada? Porque não me disseste que ele tem namorada?



-
Eu não me queria meter entre vocês. E Bill iria falar contigo, mas Kate
apareceu e…



-
Ele tem namorada e traiu-a! Enganou Kate e a mim que lhe entreguei mais do que
devia… Se fosse um homem verdadeiro não tinha feito aquilo que fez comigo.



Ela
tinha dado a Bill o seu corpo, mas também o seu coração mesmo sem ele perceber.
Tinha sido tudo tão fácil, tão lindo que acabou por ficar com o seu com o seu
coração despedaçado.



-
Para quem diz que teve saudades minhas até parece que é mentira. – Refilou Kate
ao ver Bill junto á janela completamente ausente.



Kate
não se importava de dar a aparência de namoradinha perfeita para conseguir o
que queria. Se não fosse pelo dinheiro de Bill ou pelo conforto que este lhe
fornecia, já não teria voltado para os braços dele depois de voltar da sua
horrível viagem. Mas o seu namorado que ela considerava perfeito, era também o
método que ela utilizava para ser popular desde o liceu. Bill e Tom sempre forum
os rapazes mais cobiçados de qualquer lugar, e qualquer rapariga dava tudo para
estar no lugar dela. A única desvantagem era Tom, o seu irmão gémeo que a
adiava e influenciava Bill a deixá-la. Tom era então, o grande inconveniente
para que a sua relação com Bill não fosse totalmente perfeita.



Bill
virou-se sem vontade. Kate não lhe perdoaria uma traição, ela não merecia nada
do que lhe fizera. Ela era a namorada perfeita, altruísta, romântica e
sensível.



Aproximou-se
dela forçando um sorriso e beijou-a. E no entanto, os lábios não eram os que
ele queria, o sabor daquela boca não era o que ele desejava. Apertou-a contra a
parede e forçou-se a afastar os pensamentos sobre a rapariga que desejava que
estivesse ali. Tinha de amar Kate, e iria conseguir.



-Agora
sim… - Sussurrou ela no ouvido dele. E sim, também não tinha deixado Bill porque
ele era sempre bom a proporcionar-lhe prazer.



-
Não podes ficar eternamente deitada… - Falou Tom acarinhando os cabelos dela.



-
Se ao menos eu pudesse ir para bem longe daqui…



-
Nicky, não mudes a tua vida por causa de Bill. Acredita que ele não teve
intenções de te magoar…



-Mas
magoou! Eu estou aqui neste chão frio e ele lá com a sua namorada e nem se
importa comigo! Eu não queria passar por tudo outra vez…



-
Outra vez? – Perguntou Tom.



-
Sim. Eu apanhei o meu namorado com a minha melhor amiga. Fui muito estúpida,
dou-me demasiado, sigo sempre o meu coração e depois acabo assim. Mike teve
tudo de mim, tudo! Fui tão cega em acreditar nele, a agora cá estou eu outra
vez a chorar por quem não merece!



Então
era isso, a tristeza que Tom via no olhar dela, era a traição do seu primeiro
namorado e da sua melhor amiga.



-
Ouve, o meu irmão não é como esse Mike. Com certeza existe uma explicação para
o que ele fez…



-
Eu não quero saber demais nada. Ele pode desaparecer, eu não quero ter nada a
ver com ele. Acabou.



Porque
sentia que aquelas palavras não eram verdadeiras? Porque sentia que se nunca
mais visse Bill iria ficar destroçada para sempre? Ela sabia a resposta, Nicole
amava Bill de uma maneira que não cabia apenas no coração dela. Tinha tanto
amor, e esse sentimento foi jogado fora por aquele que ela mais amava.



-
Amanhã a minha mãe vai dar uma festa de aniversário para a minha irmã, vais não
vais?



-
Claro. – Sorriu Bill. Não lhe iria negar nada, tinha de a compensar de alguma
maneira.



Kate
deu uma última olhada para a sala, só para ter a certeza de que a nojenta, como
assim lhe chamava, e o Tom não a fuzilavam com o olhar. Sabia muito bem que não
era bem-vinda naquela casa, mas Nicole despertava nela um ciúme que para Kate
era irracional, uma vez que a nojenta não chegava aos pés dela.



-
Nicky, já estás aqui há mais de uma hora. Levanta-te, vais ficar doente se
continuares deitada neste chão frio. – Pediu Tom.



Porém,
ela não se mexeu. Então Tom pegou nela ao colo, o que a fez lembrar da noite
passada quando estava no colo do seu irmão. Porque gostaria que aqueles braços
fossem os de Bill?



Tom
levou-a para a cama, Nicole levantou-se ficando sentada.



-
Eu não sei se vou conseguir viver na mesma casa que ele…



-
Ignora-o. Se não aguentas a presença dele faz de conta que ele não existe.



-
Bill existe em mim em cada partícula do meu ser. Eu não conseguirei viver com
ele, mão também não vou conseguir viver sem ele.



-
Sabes que eu odeio a namorada dele? Eu torço por ti se quiseres lutar pelo meu
irmão. Kate não o merece.



Nicole
riu-se, ele pensava que ia lutar por alguém que não a merecia?



-
Isto não é nenhum campo de batalha. Não vou lutar contra ninguém e por ninguém.



Tom
tinha a certeza de que ela conseguiria vencer as batalhas que quisesse, era só
Bill abrir os olhos e ver realmente de quem é seu coração. Todavia, Bill era
apenas focado numa coisa: perfeição. E enquanto não visse que a perfeição de
Kate era apenas uma farsa, tanto Bill como Nicole iria sofrer.



Bill
respirou fundo ao bater na posta de Nicole, sabia que não ia ser nada agradável
a conversa com ela. Iria sentir-se quebrado ao vê-la magoada. Iria desejar
morrer por vê-la naquele sofrimento. Ainda por cima por causa dele.



Viu
Tom sentado á frente dela na cama, assim que Nicole o viu virou a cara. Tom
deu-lhe um olhar avisando-o para ter cuidado com as palavras que iria usar.
Então Nicole estava mais magoada do que o que pensava. E então, eram apenas os
dois naquele quarto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
vampirinha kaulitz
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 318
Idade : 25
Localização : onde o bill estiver eu estou com ele.
Membro preferido: : bill
Música/Video : rette mich/don´t jump
Sou fã desde: : 15 de junho de 2007
Data de inscrição : 11/01/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Seg Nov 30, 2009 9:50 pm

que saudades desta fic.
quero saber op que vai acontecer.
continua
beijos
adoro-te
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Ter Dez 01, 2009 8:41 pm

Ela
continuou com o olhar virado para a janela, mas ele podia ver o rosto vermelho.



-
Alguma vez pensaste na tua namorada enquanto estavas comigo? Pensaste na dor
que lhe estavas a dar enquanto dormias comigo?



Bill
não respondeu, ele merecia tudo aquilo.



-
Gostaste de me fazer de parva aquele tempo todo? Estás a gostar de me ver
sofrer agora? Era isso que querias?



Então
Nicole olhou para ele, e Bill pôde ver os olhos vermelhos com lágrimas que
escorriam pela sua face.



-
Eu não queria…



-
Queria sim! Tu não vales nada! Aposto que nem tiveste coragem de contar á tua
namorada o que fizemos…



Bill
baixou o olhar, ele não queria que Nicole sofresse, mas agora ela sofria
imenso.



Ela
levantou-se e aproximou-se dele. Ele devolveu-lhe o olhar mas não disse nada.



-
Era o que eu pensava. Não tens coragem de admitir o que fazes. Gostas de
enganar as pessoas não é?



-
A culpa é tua… - Respondeu acusadoramente. Bill sabia que tinha de ter cuidado
com as palavras, mas não conseguia ficar calado ao ouvir acusações que não eram
verdade.



-
Minha? – Perguntou indignada.



-
Sim! Se não fosses tão tentadora e tão fácil eu não tinha feito nada daquilo!



Nicole
ergueu a mão e deu-lhe uma bofetada. Ela não era fácil, apenas seguiu o seu
coração. E tentadora? Nunca o provocou uma vez sequer, os dois cometeram pecado
por vontade mútua.



-
Ficas já a saber que eu apenas segui aquilo que sentia. É errado? Nunca ninguém
me despertou tanto amor como tu num dia apenas. Foste tu que agiste como um
cabrão e enganaste-me a mim e á tua namorada. Não me culpes pelos teus erros.



Dito
isto virou costas, pronta a sair…



-Nicky…
-Chamou ele.



-
Nicole para ti! E nunca mais me dirijas a palavra!



Saiu
batendo a porta com força, precisava de sair dali, precisava de ar. O
sofrimento estava a sufocá-la.



Bill
continuou naquele quarto, sentou-se na cama e inspirou o perfume que estava no
ar, Nicole havia-lhe dito que o amava… Esse amor estava agora perdido, e Bill
era o culpado. Machucou-a e acusou-a injustamente. Ela não era fácil, nunca
achou isso. Tal como ela, apenas seguiu o que sentia. Mas se era apenas
atracção física, porque se importava demasiado com ela? Porque ainda assim a
desejava?



Suspirou,
todos os seus pensamentos estavam confusos e desorganizados.



Nicole
caminhou até lhe doerem os pés, as lágrimas haviam cessado, mas o sofrimento
apenas aumentava.



E
naquelas duas semanas que se passaram, Nicole tinha de ver Kate todos os dias
em casa abraçada a Bill, beijando-o e verem os dois subirem as escadas em rumo
ao quarto para satisfazerem o desejo. E então a dor sempre voltava quando Kate
o chamava de “meu amor”, lembrando de que Bill nunca fora dela e não tinha sido
mais que um capricho para ele. E por muito que tentasse esquecê-lo, não
conseguia.



Ele
tentava seriamente manter distância dela, mas Nicole para ele era como um
hímen. Atraía-o sempre que ela entrava no seu campo de visão. Todo o seu corpo
clamava pelo dela. Naquelas duas semanas, Kate estivera mais presente que
nunca, e nem a sua própria namorada o conseguia distrair dos seus pensamentos.
Sempre que Bill tocava na sua namorada, tudo lhe parecia errado. Nem quando
Kate o chamava de “meu amor” a sua atenção se virava para ela. O que se passava
com ele? Bill não fazia ideia, mas pensava que, o que quer que fosse iria
passar.



Nicole
e Tom estavam no bar habitual, quando Tom soltou um suspiro.



-
Passa-se alguma coisa? Se quiseres podes sair. Não vais adiar as tuas noites
por minha causa…



-Não
sejas parva. Eu gosto de vir aqui depois do jantar. Vinha todos os dias com o
Bill. Mas aquela falsa arranja sempre uma maneira de o prender.



Tom
desejou não ter falado, sabia que Nicole não queria falar sobre o seu irmão, e
sempre que a conversa tomava um rumo perigoso, Tom mudava sempre de assunto. E
ela ainda sofria, podia ver isso nos olhos dela.



Para
sua surpresa, Nicole não ignorou nem mudou o assunto.



-
Não gostas de Kate? – Perguntou. Nicole tivera um incidente com ela dois dias
depois de a conhecer. Estava a sair do quarto a meio da noite para tomar um
copo de água e quando se esbarra com Kate na cozinha. Aquilo fez com que seu
coração se partisse aos bocados, saber que ela dormia ali, no quarto dele, nos
braços dele… Mesmo depois de pedir desculpa, Kate fez aquela cara de enjoadinha
e apenas respondeu: Vê por onde andas. Kate era aquele tipo de rapariga que
tinha duas personalidades, a amável e sensível pela frente, e traiçoeira e
interesseira por trás.



-
Gostar? Acho impossível gostar dela quando apenas está com o meu irmão por
interesse e se faz de santinha. Ela não o merece, e Bill está a ser enganado
mesmo á frente dos seus olhos. E por muito que o tente convencer de que Kate é
uma falsa, apenas diz que é a namorada perfeita.



Mais
uma mágoa no seu coração, Bill queria uma namorada perfeita, e Kate sabia
disso. Controlava todos os seus passos para não se descair e era tudo aquilo
que Bill procurava. Mas Nicole não era perfeita, ela não fingia amar toda a
gente e atraiçoava por trás. Nicole era aquela rapariga que mostrava tudo
aquilo sentia, sendo tristeza ou alegria. E apesar de ser altruísta, não o era
para fazer com que as pessoas gostassem dela, mas sim porque havia pessoas que
mereciam o altruísmo e a bondade dela. Nicole era transparente, Kate era suja,
opaca.



-
Na minha opinião estão perfeitos um para o outro. – Disse Nicole amargamente.



-
Nicky…



Esta
ergueu a mão e interrompeu:



-
Foste tu que começaste. Sabes bem o que penso do teu irmão. Mas se te deixar
mais aliviado, eu também não gosto de Kate. Não porque é namorada do teu irmão,
mas porque já tive oportunidade de ver como ela é.



Tom
assentiu com a cabeça, ia responder mas foram interrompidos por uma rapariga
que sorria para Nicole.



-
Nicky!



-
Kelly?! O que estás aqui a fazer?



-
Visita surpresa! Eu fui até a tua casa, mas disseram-me que estavas aqui…



Kelly
era amiga de Nicole desde o liceu. Era com ela que desabafava as suas mágoas
para além de Tom. Depois da traição da sua ex melhor amiga, Nicole aproximou-se
muito de Kelly e ambas ficaram muito amigas.



-
Foi uma surpresa óptima! Senta-te.



Nicole
logo apresentou Tom a Kelly, e a troca de olhares entre ambos não lhe escapou.



-
Então, como vão as coisas? – Perguntou Kelly.



-
Vou estando.



-
Nicole, não podes ficar assim eternamente. Bill não merece esse sofrimento.



-
Eu sei. É que… Por mais que eu tente, não consigo… Ele está sempre nos mesmo
lugares que eu, e com leva a namorada… Parece que ele faz de propósito.



-
Bill não faz por querer, ele também está a sofrer com esta situação toda… -
Disse Tom.



-
A sofrer? Ele enganou Nicole e não teve a coragem de admitir á namorada o que
fez… Ele sofre? Esse Bill não tem a noção do quanto magoa as pessoas!



Tom
soltou um suspiro, ninguém acreditaria nele se dissesse que Bill sofria e amava
Nicole tanto quanto ela o amava, porém, Bill precisava de abrir os olhos, antes
que fosse tarde demais…



-
Melhor mudarmos de conversa… Porque não vens lá a casa? Podemos estar juntas e
tal…



-
Claro! – Respondeu Kelly.



Tom
olhava Kelly pelo retrovisor, aqueles olhos atractivos eram um mistério para
ele. E quando os olhos dele se cruzavam com os delas, podiam ver-se as faíscas…



-
Tom?



-
Sim?



-
Vens ou vais dormir aí no carro?




então deu por ela que estavam parados na garagem, e só ele se encontrava dentro
do carro.



-
Desculpa, estava distraído…



Nicole
sabia que Tom queria Kelly, era só ver pela maneira como ele olhava para o
traseiro dela, o movimento das ancas dela… E pelo que via nos olhos de Kelly, o
desejo era mútuo.



Bill
estava sentado no sofá a ver televisão quando a viu entrar com uma
desconhecida. Quase morria por vê-la todos os dias mas não podia tocar e nem
falar com ela.



-
Aquele é o Bill? – Segredou Kelly nos olhos de Nicole.



-É…
- Respondeu. O olhar que Bill mantinha sobre ela não lhe passou ao lado. Nicole
sabia que ele tentava manter-se discreto, mas sem sucesso.



Subiram
as duas para o quarto, e ao fechar a porta, Kelly falou:



-
Nicole, o irmão dele é cá um pão!



Nicole
soltou uma risada, já era de esperar que Kelly engendrasse um plano para ficar
com Tom. Então imaginou os seus dois melhores amigos como um casal… Até que era
engraçado.



-
Ele é solteiro. Aproveita. Não é como o irmão…



-
Quando é que vais sair desse sofrimento? Fá-lo pagar pelo que fez contigo! Ele
não te disse que és tentadora?



-
Disse. – Respondeu Nicole. – Eu não percebo o que ele quis dizer com isso. Eu
não sou provocante nem faço por isso.



Kelly
piscou-lhe um olho, ela tinha um plano, e era esse plano que Nicole iria
recusar.



-
Não! Eu não vou fazer isso! Não tenho coragem! – Protestou.



-
Nicole, tu não tens que fazer praticamente nada. Só umas comprinhas e depois
ele faz o resto!



-
Kelly não. Eu não vou fazer com que ele cometa outro erro e depois espete na
minha cara que a culpa é minha e que fui apenas um capricho. Eu não quero
sofrer mais do que já sofro!



Kelly
suspirou, e depois respondeu:



-
Tu não tens que te envolver com ele! Aliás. Nem precisas de olhar para ele sequer!
Quando ele vir o que perdeu, vai andar atrás de ti como um cachorro abandonado!
Só tens que o fazer pagar pelo que te fez. Ele merece!



-
Kelly… Eu não sou assim. Não consigo ser como tu.



-
Tudo bem. Mas quando te aperceberes que ele sofrer e não tu, telefona-me.



Nicole
sabia que isso não ia acontecer. Ela não conseguia ser como Kelly, não
conseguia andar com uma boa roupa sexy sem se sentir envergonhada, nem
conseguia seduzir um homem nem com um olhar. Nicole sempre pensou que ser sexy
e bonita, não era com ela.



-
Quando voltas para L.A?



-
Amanhã cedo. Ainda tenho que visitar os meus tios. Vim apenas para uma visita
rápida. Mas eu sei que vou voltar… E nesse dia vai surgir uma nova Nicole.



-
Só se for nos teus sonhos. – Riu-se Nicole.



-
Nicole, tu és uma mulher com uma beleza natural. Poucas conseguem isso. Bill
viu isso e aproveitou-se. Podes pensar que não tens nada que cative num homem,
mas tens. E tens tudo! Acredita. Não te rebaixes por um imbecil que apenas
gosta de enganar as pessoas. Fá-lo pagar! Faz com que se apaixone por ti…



Aquela
proposta era tentadora, queria fazer com que Bill a amasse tanto quanto ela o
ama, mas conseguiria ela, fazê-lo sofrer e virar as costas? Ou acabaria por
cair na tentação também?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
vampirinha kaulitz
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 318
Idade : 25
Localização : onde o bill estiver eu estou com ele.
Membro preferido: : bill
Música/Video : rette mich/don´t jump
Sou fã desde: : 15 de junho de 2007
Data de inscrição : 11/01/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Ter Dez 01, 2009 8:54 pm

lindo
meu deus rapariga vai com o plano para a frente.´
quero mais.
beijos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Sab Dez 05, 2009 5:25 pm

Primeiro
dia de aulas. Estava nervosa. Não porque era a estrangeira novata, mas porque
não sabia como se iria adoptar naquela universidade. E depois, iria ver Bill e
Kate juntos. E para piorar, Bill estava na sua turma. Era cruel ser a novata
que não conhece ninguém e ainda ver o homem que ama com outra.



Bill
e Tom estavam na cozinha a prepararem o pequeno-almoço, tal como Bill, Tom não
queria voltar. Era chato demais ser o popular e ter todas atenções viradas para
ele. Tudo bem, ele conseguia as mulheres mais bonitas, mas sinceramente, ele
não queria mais mulheres bonitas. Queria alguém que não fosse fútil e não
ligasse á imagem. Ele sabia que iria ser abordado na entrada da universidade
por milhares de mulheres lindas sem uma personalidade marcante. Porém, ele não
se chateava assim muito, enquanto não se apaixonasse, poderia viver um pouco.



- Vais
buscar Kate como sempre? – Perguntou ele a Bill.



-
Vou. – Claro que ele ia, Kate envenenava-lhe o coração e arranjava sempre
maneira de ficar com ele o tempo todo. Tom sabia que Kate não queria os dois
irmãos juntos, pois Tom iria aproveitar para convencer Bill a deixar Kate.
Todos sabiam quem ela é realmente, menos Bill.



-
Ok. Eu vou com a Nicole.



Bill
não podia sequer ouvir o nome Nicole, o seu coração respondia com batimentos
fortes e descontrolados. Iria ser um inferno agradável conviver com ela na
mesma turma. Talvez conseguisse fazer as pazes com ela e pedir desculpa pelo
seu comportamento de á duas semanas atrás. Não sabia ao certo de devia pedir
desculpas por envolver-se com ela, pois tinha sido tudo tão bom…



-
Bom dia! – Mesmo a voz dela era como uma música viciante para os ouvidos dele.



-
Bom dia. – Respondeu Tom.



Bill
poderia responder, mas sabia que iria ser totalmente ignorado. E todas as
manhãs eram assim, Tom e Nicole falavam alegremente e ele ficava calado a olhar
para o vazio. Queria tanto estar no lugar de Tom…



Quando
Nicole se levantou, Bill olhou para ela. Como é que uma mulher numa roupa tão
normal ficava tão cativante? Como é que uma mulher podia ser tão provocante?
Soltou um suspiro frustrado, estava tão perto dela mas ao mesmo tempo tão
distante…




no parque de estacionamento, Nicole sentiu os olhares caírem sobre ela. Não
porque era estrangeira, mas porque vinha com Tom. E conseguiu ouvir os
comentários vindos de rapazes com sorrisos estúpidos na cara como se ela fosse
um bom capricho para ser devorado todos os dias.



-
Ignora os comentários. Há pessoas que se divertem em fazer comentários
estúpidos.



-
Eu sei. Em Los Angeles era igual.



Kate
via a sua popularidade a ser esquecida, aquela nojenta atraiu quase os olhares
da escola inteira. Esteve sempre habituada a ser a rapariga mais desejada por
onde passasse, a ser o alvo de inveja de todas as raparigas. E esse lugar
estava s ser ocupado pela Nicole. Até estava a perder Bill, ela sentia isso.
Sempre que ele olhava para ela, sempre que ele falava o seu nome enquanto
dormia, sempre que apanhava Bill distraído ela sabia que era em Nicole que ele
pensava. Teria de reforçar o seu papel como a namorada perfeita e prender Bill
com toda a força. E iria conseguir, Bill era a pessoa mais altruísta que havia
conhecido em toda a sua vida, ele não iria deixá-la só para não a ver sofrer.



-
Quem é ela? – Perguntou a rapariga ao lado de Kate.



-
Aquela nojenta chama-se Nicole. Está a viver em casa do Bill. Como é que uma
rapariga como a Nicole pode ser o centro de tanta atenção? Ela nem sequer é
bonita!



A
rapariga não pensava isso, Nicole tinha uma beleza natural que quase nenhuma
mulher tinha. Ela sabia que Kate estava com inveja pela sua popularidade e pela
beleza dela.



-
Ainda por cima seduz Bill e Tom descaradamente. Não vou permitir que aquela
nojenta me roube o namorado.



E
novamente a rapariga olhou para Nicole. Ela não parecia estar a seduzir Tom nem
Bill. Nem sequer estavam os três juntos. Porém, podia ver o olhar que Bill
mantinha sobre ela, algo se passava entre eles os dois. Nicole nem sequer
olhava para Bill, era como se ela o evitasse a todo o custo. Dava-lhe a
sensação de que Kate já perdera Bill. E perdra-o no momento em que ele pôs os olhos em Nicole.



-
Tens razão, Nicole não é nada de especial. – Falou por fim. E apesar de não ser
a opinião dela, Marie era obrigada a concordar com tudo o que Kate dizia para
não perder a única amiga.



-
Quem é a tua amiga Tom? – Perguntou John quando Nicole entrou na sala.



-
Chama-se Nicole. Ela vai viver em minha casa enquanto estiver na faculdade.



-
Ela é linda. Tenha de a conhecer!



-
Não sei se ela te vai passar bola. Tem namorado. Ainda por cima muito ciumento.
Nem imaginas o que ele fez quando o Tom falou para Nicole pela primeira vez.
Quase que o matou só de olhar para ele. – Intrometeu-se Bill quando ouviu John.



-
A sério? Como ela consegue andar com ele? – Perguntou Jonh incrédulo.



-
Não sabemos. Mas o gajo é perigoso. – Continuou Bill.



-
Mesmo assim não perco nada em conhecê-la. Sabe-se lá se não o deixa e se
apaixona por mim.



-
Tu é que sabes. Mas não te metas com ela. O gajo é pirado e odeia quando vê
Nicole com outros.



-
O namorado também está cá?



-
Não. Acho qu é segurança num bar nocturno. – Bill ficou furioso. O seu plano de
manter John afastado dela não resultara. Estava nervoso, não queria que Nicole
ficasse com John. Quando se perguntou porque se importava tanto com ela, apenas
pensou que não a queria ver sofrer. Apenas isso, “Que mais podia ser?”



-
Bill estava a falar a sério? – Perguntou John a Tom.



Tom
não respondeu. Estava surpreendido com os ciúmes o irmão. Como era possível
Bill não perceber que amava Nicole? Como é que ele a deixou livre e ser
cobiçada por outros? “Isto ainda vai acabar mal”, pensou depois de um longo
suspiro.



Nicole
estava sentada na fila do fundo da sala. Viu Bill a entrar e de imediato o sue
coração disparou. Porque ainda o amava? Porque amava o rapaz que partira o seu
coração aos pedacinhos? Suspirou, sofria e não sabia como o esquecer. Bill era
como o ar que respirava. Precisava que ele existisse para continuar a viver.



Durante
todo o dia, Nicole podia sentir os olhares que os rapazes mantinham sobre ela.
Detestava ser o centro das atenções. Nunca pensara em si como uma mulher bonita
e sexy. Mas ali era assim que todoas a viam. Todoas a queriam, mas o coração
dela apenas clamava por um.



Foi
durante o almoço que ela conseguiu saber a pessoa que Kate era. Viu uma
rapariga a sair da casa de banho a chorar e de seguida saiu Kate com a sua
amiga. Soube logo o que se passava. Para além de falsa, Kate gostava de
perseguir e torturar pessoas como passatempo. Quando a rapariga apareceu para
almoçar. Nicole sorriu para ela e fez sinal para sentar-se.



-
Olá! – Começou a rapariga gentilmente.



-
Olá. – Respondeu a rapariga timidamente.



-
Sou a Nicole.



-
Estão todos os rapazes a comentárem sobre ti.



-
Não quero saber deles. Q ual é o
teu nome?



-
Anne.



-
Anne, eu vou dizer-te uma coisa que não queres ouvir, mas antes quero qie
saibas que podes contar comigo e que não te digo isto por te achar indefesa ou
inferior a alguém.



Anne
olhava para ela surpresa, nunca ninguém lhe disse aquilo e não sabia como
reagir.



-
Ok. – Acabou por responder baixinho.



-
Eu vi-te a sair da casa de banho a chorar. Sei bem que aquela Kate e a sua
amiga fazem com as pessoas. E sei também que tu és melhor do que elas e não
deves rebaixar-te. Elas são apenas meninas mal amadas que não sabem o que é a
vida nem o que é o amor. És igual a todos nós senão melhor.



Anne
baixou a cabeça. Nicole tinha razão, mas como fugir aos ataques de Kate e de
Marie se a perseguiam para todo o lado?



-
Não fujas de nada. Enfrenta-as. Só precisam de ser humilhadas para ficarem quietinhas
num canto.



-
Eu não tenho coragem. Eu não sou ninguém para elas.



-
És alguém neste Mundo que tem o direito de viver me paz. Não te deixes afectar
por cabras estúpidas.



Anne
sorriu. Nunca lhe forum tão directos com ela, nunca lhe deram tanta atenção.



-
Obrigada! – Disse.



-
Nada que agradecer. Não gosto de pessoas como Kate.



Anne
ficou a perguntar-se de onde vinha tanto ódio. Mas ficou calada, não queria ser
intrometida.



Ficaram
as duas a conversar até voltarem ás aulas.



Quando
Nicole entrou na sala, viu Bill e Kate aos beijos. Aquilo era como uma facada
no coração. Começou a ficar sem ar durante alguns segundos mas conseguiu passar
por eles como se nada fosse.



-
Oi! – Disse um rapaz sentando-se ao lado dela.



-
Olá. – Respondeu.



-
Chamo-me Johne e tu?



-
Nicole.



Nicole
passou por várias situações semelhantes durante o dia. Era embaraçoso e
desgastante.



-
Então, estás a gostar de Magdeburg?



-
Sim. A cidade tamém é linda. Bill e Tom já me fizeram uma visita guiada.



Era
o típico assunto que que sempre puxavam. Onde estava a originalidade?



-
O teu namorado não se importou por estares com dois rapazes?



-
Namorado?



Nicole
estranhou, era a primeira vez que aalguém a tentava engatar com uma conversa
que já estava comprometida.



-
Sim. Bill disse-me que o teu namorado era muito ciumento.



Nicole
olhou para Bill. Kate já lá não estava. E quando Nicole olhou para ele, este
virou-se imediatamente para a frente como se estivesse zangado. “Ciúmes?”



Nicole
sorriu ao pensar que Bill pudesse nutrir algo por ela. Ou então, se não fosse
fosse o caso, o que o levara a dizer a John que tinha namorado?



-
Bill deve estar andar com delirios. Eu não tenho namorado.



John
sentiu-se incentivado com o sorriso dela. Estaria interessada?



-Ah...


Nicole
sentiu o olhar de Bill sobre eles. Podia jurar que sentia a fúria de Bill a a
tentar matar John. Mas isso fazia com que Nicole ficasse feliz. E nesse momento
decidiu provar a Bill que a tentação era muito mais que uma atracção por um
corpo bonito. Iria provar a Bill o sabor do pecado e fazê-la amar como nunca
tinha amado ninguém.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Sab Dez 05, 2009 5:26 pm

espero q gstem do post...

volto qd tiver mais..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
vampirinha kaulitz
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 318
Idade : 25
Localização : onde o bill estiver eu estou com ele.
Membro preferido: : bill
Música/Video : rette mich/don´t jump
Sou fã desde: : 15 de junho de 2007
Data de inscrição : 11/01/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Dom Dez 06, 2009 11:40 pm

tinhas que parar nesta parte.
continua
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hellly
Forever Addicted
Forever Addicted
avatar

Número de Mensagens : 207
Idade : 26
Localização : Porto
Membro preferido: : Bill Kaulitz
Música/Video : TODAS!!!
Sou fã desde: : 2007
Data de inscrição : 12/07/2009

MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   Dom Dez 06, 2009 11:43 pm

Nicole
chegou em casa depois das aulas e foi para o seu quarto. Tinha um telefonema a
fazer.



-
Kelly?



-
Então minha linda, como vais?



-
Vou ficar melhor se vieres fazer umas comprinhas comigo.



-
Eu não acredito! Finalmente mudaste de ideias! Querida, eu vou apanhar o
primeiro avião e estarei aí assim que puder! – Disse Kelly.



-
Mas e as aulas?



-
É apenas por um dia! Ligo-te daqui a pouco para te dizer a que horas chego.



Depois
de desligar o telemóvel suspirou. Estava com medo de que o plano não resultasse
e de cair na tentação. Porém, estava ansiosa por ter Bill arrastar-se aos seus
pés. Queria dar-lhe uma lição bem dada.



Desceu
para a sala onde voi Bill e Tom sentados no sofá a verem um filme. Bill olhou
para ela, como a queria naquele momento! Lembrou-se na noite em que a teve
naquele mesmo sofá. Tinha saudades do seu corpo quente e macio, de ouvir os
seus gemidos enquanto lhe dava prazer. De a sentir nos braços dele a dormir na
sua cama. De sentir o cheiro do cabelo dela e de apertar contra o corpo dele
com medo de que ela desaparecesse.



O
telemóvel de Nicole tocou, era Kelly.



-
Então? Quando chegas?



-
Querida, amanhã de manhã cedo estou aí! Conta com a minha presença nessa casa
logo de manhã cedinho!



-
Óptimo! Teremos mais tempo então! – Disse Nicole sorrindo.



-
Esse Bill vai arrepender-se de ter-se metido copntigo. Agora ele vai ver o que
é realmente a tentação!



-
Vai mesmo...



Depois
daquela conversa, Bill ficou mais que curioso por saber com quem iria estar.



-
Amanhã Kelly vem fazer-nos uma visita. Vou passar o dia com ela.



Tom
sorriu, Kelly iria estar de volta. Isso fazia-o mais alegre, mesmo não sabendo
porquê.



-
Divirtam-se então.- Acabou por dizer. Iria pedir o número de telemóvel dela
assim que pudesse.



Nessa
noite, Nicole deu voltas na cama. Não conseguia adormecer por estar ansiosa
demais por pôr o seu plano em acção.



Como
prometido, Kelly tinha chegado depois de os gémeos terem saído para a
faculdade.



-
Preparada? – Perguntou animada.



-
Irei estar quando me lembrar do meu objectivo.



-
Isso mesmo! Então mãos á obra!



Pararam
no maior shopping da cidade e começaram a olhar as montras das lojas de roupas.



Nicole
perguntava-se se tinha sido uma boa ideia mudar o seu estilo de roupa, mas era
para Bill que ia fazer a surpresa, era para que Bill rastejasse a seus pés e
implorasse pelo amor dela.



-
Eu não sei se vou conseguir andar com isto! – Disse Nicole ao ver o sapato de
tão alto preto.



-
Consegues sim! Eu já te vi de tacões, ficas linda!



Nicole
nunca tinha teve paciência para compras, contentava-se por usar as suas calças
jean, uma camisola e all star. Ainda so estavam a meio do dia e já tinha
comprado roupas bem lindas e provocantes. Desde calças juntas e saias curtas a
decotes e botas e sapatos de tacão. Onde isso iria parar? Perguntou-se.



-
Eu acho que não precisamos de mais compras... – Falou depois do almoço.



-
Vamos ali aquela loja e depois podemos ir embora.



Nicole
seguia-a e ficou perplexa ao ver a loja a que se dirigia.



-
Kelly...



-
Calma...



-
Kelly! Eu não vou entrar ai!



Elas
entraram na loja de lingerie e Kelly começou a procurar algo que ficasse bem no
corpo de Nicole.



-
Para que eu preciso de comprar roupa interior provocante? Eu não vou dormir com
ele!



Kelly
virou-se bruscamente e sorriu-lhe procadamente.



-
Nicky, nunca digas nunca se tu própria não sabes o que pode acontecer! As
pessoas por vezes merecem uma segunda oportunidade.



-
Estás a dizer que devia perdoar Bill e ficar com ele?



-
Estou a dizer que por muito que estejas magoada também é preciso ouvir a voz do
amor. E se Bill mudar de atitude, tenta ser feliz. Tu mereces.



Kelly
não gostava de Bill pelo que fez ocm a sua melhor amiga, mas sabia bem que eles
se amavam e e Bill precisava de abrir os olhos a tempo para não perder a mulher
da vida dele.



-
Ok, desta vez chega mesmo! Já temos que chegue!



-
Tens razão. Podemos ir pagar.



Depois
de entrarem no carro, Nicole e Kelly seguiram para casa arrumar as compras.



-
Eu vou pedir transferência para cá! – Disse Kelly.



Nicole
ficou surpreendida.



-
Estás a falar a sério? – Perguntou.



-
Sim. Vou ficar na casa dos meus tios e assim podemos andar sempre juntas... E
depois...



-
O Tom. Eu bem vi a troca de olhares da primeira vez que estiveram aqui...Também
queres vir por causa dele...



-
O que eu posso fazer? Ele é bom demais para deixar escapar...



Nicole
sorriu, Kelly será sempre a Kelly.



-
Será muito bom ter-te comigo. E aposto que Tom também vai gostar...



Kelly
saiu pouco depois para o aeroporto. Nicole ficou no quarto a pensar no dia
seguinte. Pois era no dia seguinte que tudo ia começar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Tentação do Pecado   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Tentação do Pecado
Voltar ao Topo 
Página 2 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Puro pecado
» O Berço do Pecado
» O Pecado Final do SC82
» Se você viesse com manual de instruções as pessoas saberiam que...
» Pensas que tens graça?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Imagination Area :: FanFiction [+18] e de TwinCest-
Ir para: